Pedras das Guaritas

Pedras das Guaritas
Pedras das Guaritas
Pedras das Guaritas

 

Geossítio do tipo “área complexa”, com extensão de aproximadamente 30 km², no setor sul do município (a 50 quilômetros da zona urbana), com nascentes de diversos afluentes do rio Camaquã.

 

Cerros íngremes, em forma de ruínas, de grande beleza cênica, esculpidos sobre rochas sedimentares (arenitos, arenitos com seixos, conglomerados e siltitos) da Formação Guaritas, do início do Paleozoico, depositadas há cerca de 500 milhões de anos atrás por grandes rios e dunas eólicas, em ambiente desértico ou semi-desértico.

 

Em seus topos e paredes de rocha exposta, abrigam muitas espécies vegetais raras e endêmicas, destacando-se seus cactos e bromélias nativas.

 

No geossítio, residem algumas dezenas de pecuaristas familiares, que mantêm uma pecuária sobretudo de pequenos animais, como ovelhas e cabras, em uma atividade tradicional e sustentável, relevante tanto do ponto de vista cultural quanto ambiental – possibilidade de trilhas em meio à natureza, focalizando aspectos da geo-, bio- e sociodiversidade do território do projeto Caçapava Geoparque.