BARRA_SITE_FINAL.jpg

O QUE É UM GEOPARQUE?

1. Conceito

Os Geoparques são territórios reconhecidos pela UNESCO em que a “Memória da Terra” é preservada e utilizada de forma sustentável para gerar desenvolvimento para a sua comunidade.

Esse desenvolvimento pode se dar no turismo, na criação de produtos, na gastronomia, no artesanato e em todas as formas de atividades que conservem e valorizem o patrimônio geológico-geomorfológico, como rochas, minerais, água, solos, relevos, paisagens e fósseis, em associação à a cultura da comunidade.

É um território “vivo”, onde o tempo da Terra e o tempo da humanidade se encontram e se misturam para celebrar a herança daquilo que recebemos, olhando para o presente, com conhecimento do passado e planejando o futuro.

 

 

2. Programa Geoparques Mundiais da Unesco

O trabalho da UNESCO com geoparques deu início em 2001. Em 2004, 17 geoparques europeus e 8 chineses se reuniram na sede da UNESCO em Paris para formar a Rede Global de Geoparques, onde as iniciativas nacionais para proteção do patrimônio geológico contribuem e beneficiam a adesão a uma rede global de intercâmbio e cooperação.

 

 

Em 17 de novembro de 2015, os 195 Estados membros da UNESCO ratificaram a criação de um novo Programa, os Geoparques Globais da UNESCO, durante a 38ª Conferência Geral da Organização.

 

 

A Organização apoia os esforços dos Estados-Membros para estabelecer os Geoparques Globais da UNESCO em todo o mundo, em estreita colaboração com a Rede Global de Geoparques. Atualmente existem 147 Geoparques em 41 países.

 

 

Clique aqui para saber mais.

3. A Rede Global de Geoparques

A Global Geoparks Network – GGN (ou Rede Global de Geoparques) é uma organização sem fins lucrativos sujeita à legislação francesa (lei de 1901 sobre associações) e uma organização não governamental, oficialmente constituída em 2014.

 

 

A Rede Global de Geoparques foi inicialmente fundado em 2004 como uma parceria internacional desenvolvida sob a égide da UNESCO e serve para desenvolver modelos de melhores práticas e definir padrões de qualidade para territórios que integram a proteção dos locais ligados ao Patrimônio Geológico em uma estratégia para o desenvolvimento econômico sustentável regional.

 

 

A rede e a colaboração entre Geoparques Globais são um componente importante da Rede Global de Geoparques. Ela promove a criação de redes em uma base regional. Para os Geoparques Globais na Ásia-Pacífico, a Rede de Geoparques da Ásia-Pacífico atua como a Rede Regional da GGN. Para os Geoparques Globais na Europa, a Rede Europeia de Geoparques atua como a Rede Regional da GGN. O GGN prioriza a criação de Redes Regionais semelhantes, refletindo as condições locais, em outras partes do mundo.

 

Clique aqui para saber mais.

4. Geossítios

Geossítios são locais ou áreas que melhor representam a geodiversidade de um território. Os geossítios possuem interesse geológico para o conhecimento da história da Terra e podem ser estabelecidos de acordo com os seus valores científico, educacional, ecológico, cultural e estético, além de sua raridade, condições atuais, acessibilidade, entre outros. Os geossítios, juntamente com materiais que já tenham sido retirados de seu local original (como fósseis, por exemplo), formam o patrimônio geológico ou geopatrimônio do território.

Credito_Sissa Kumaira.jpg
5. Geoturismo

O Geoturismo integra a contemplação das paisagens, a interpretação de informações e a conscientização sobre a importância da conservação dos elementos naturais. Além de visitações guiadas, um dos recursos muito utilizados é a instalação de painéis interpretativos que reúnem informações sobre a história geológica do sítio visitado.

 

15085666_1621091394851364_5388101112170557266_n.jpg
6. Geodiversidade

Assim como a biodiversidade, que faz referência à toda a variedade de seres vivos do planeta, a geodiversidade designa a imensa variedade de ambientes geológicos da terra: paisagens, rochas, minerais, fósseis, solos e toda a superfície terrestre que sustenta a vida, resultado de um lento processo de evolução.  Cada lugar tem sua própria geodiversidade, que pode incluir desde minerais de escala microscópica até grandes montanhas.

Geodiversidade.jpg
7. Geoconservação

A implementação de Geoparques é um exemplo de estratégia de geoconservação.  A geoconservação envolve a proteção do patrimônio geológico, mas também sua valorização, divulgação, gestão responsável e uso Sustentável. A geoconservação tem que ser boa para o meio ambiente e para as pessoas.

Credito_Caroline Schafer.jpg
8. Geoeducação

A geoeducação tem o objetivo de promover o estudo do patrimônio geológico e de sua conservação junto do público em geral, tanto em âmbito escolar como em iniciativas informais de ensino através de métodos e princípios da Educação Ambiental.

15219487_1623371717956665_5810950957839232397_n.jpg
9. Geoprodutos

Os geoprodutos são produtos desenvolvidos no contexto local que tenham alguma forma de identificação com o Geoparque, seja por darem destaque às características geológicas em suas formas, rótulos e embalagens, por usarem matéria-prima única da localidade ou mesmo por valorizarem as tradições culturais singulares da região.